Notícias Atualizadas SGS

Back to Notícias Atualizadas SGS

O que é Due Diligence SocioAmbiental?

A Due Diligence é uma ferramenta de extrema importância para as empresas que buscam conhecer os riscos que suas atividades oferecem em termos ambientais e sociais. Trata-se de uma auditoria, uma investigação, uma análise detalhada da situação de uma empresa ou de um projeto, a fim de apresentar aos seus investidores e responsáveis um cenário completo sobre a atividade que está sendo desempenhada. Desta forma, os gestores do projeto podem adotar posturas e tomar decisões de maneira assertiva, com o objetivo de ter uma empresa ou empreendimento com perfil sustentável no aspecto financeiro.

Por que é importante fazer a auditoria Due Diligence?

A Due Diligence é uma das análises mais completas e requisitadas no universo das fusões de empresas e aquisições de empreendimentos. Ela garante uma avaliação integral dos possíveis cenários de riscos, além de apresentar a realidade das operações e dos passivos em potencial. Com essas informações estratégicas em mãos, é possível tomar uma decisão mais assertiva nas transações de compra e venda de empresas e empreendimentos. 

Na prática, a auditoria Due Diligence pode ser realizada em diversos tipos de negócios, como plantas industriais de todos os portes, empresas e projetos. É uma auditoria que avalia pontos importantes, como o cumprimento de leis ambientais e sociais, os riscos de contaminação de recursos naturais, como a água, o solo e o ar; o risco causado às pessoas que vivem no entorno da empresa, entre outros.

Ao realizar a Due Diligence Social e Ambiental, uma empresa conquista uma estimativa de possíveis não-conformidades e passivos. Esse retrato amplo sobre os cenários de risco contribui para que as empresas direcionem seus investimentos visando minimizar prejuízos ou a desvalorização em possíveis transações de compra e venda.

Para que serve a Due Diligence?

A auditoria Due Diligence tem papel determinante em alguns tipos de transações, como em processos de fusão e aquisição, na avaliação do risco de investimento, para evitar processos ou multas de órgãos fiscalizadores, entre outras coisas. Trata-se, portanto, de uma auditoria que preserva a empresa de diversas formas, garantindo a redução do risco de multas, a mitigação de riscos ambientais e sociais, a facilidade de acesso a financiamentos, a abertura de novos mercados de atuação e, finalmente, a melhoria de todo o processo de gestão de uma empresa. 

Quais são as metodologias da Due Diligence?

Como já mencionado neste artigo, a auditoria Due Diligence Ambiental e Social tem como intuito avaliar os riscos, melhorar os processos, implantar um sistema de boas práticas de produção e estar em conformidade com as leis. Para que essa auditoria aconteça da maneira mais assertiva possível, é preciso seguir uma metodologia específica e direcionada para cada tipo de projeto.  

Planejando o futuro a partir da Due Diligence

Após coletar e analisar todas as informações estratégicas dentro da Due Diligence, a empresa consegue ter uma visão abrangente sobre restrições legais que possam impedir sua expansão no futuro, sobre a disponibilidade de água e outros recursos naturais importantes ao negócio, sobre a contaminação de solo, incidências de trabalho escravo e outros riscos relevantes. Com isso, é possível se planejar e tomar decisões respaldadas por informações assertivas, evitando conflitos, choques culturais com a comunidade e problemas com órgãos de controle ambiental, ONGs e Ministério Público. Além disso, a auditoria também serve para melhorar a imagem institucional da empresa e a percepção dos principais stakeholders a respeito do negócio.

Benefícios diretos da Due Diligence

A Due Diligence permite que as empresas avaliem seus passivos e adotem uma gestão mais qualificada, com o objetivo de minimizar impactos negativos aos negócios. Além disso, a auditoria colabora para que as empresas se adequem aos compromissos ambientais globais, melhorando, assim, sua reputação no mercado a partir da implementação de práticas sustentáveis.

A realização da Due Diligence também é adotada para os padrões de desempenho estipulados pelos Princípios do Equador, que são critérios que ajudam as empresas a conseguirem financiamentos e concessões de créditos por causa de sua responsabilidade social e ambiental. Ao adotar essa metodologia, os empreendimentos e negócios se tornam mais engajados nos aspectos ambientais e sociais, de forma transparente e responsável.

A SGS é líder mundial em Due Diligence e avaliações de conformidade com os Princípios do Equador, tendo participado de diversos projetos bem-sucedidos no Brasil nas áreas de finanças, produção agrícola, manufatura industrial, energia, mineração, saúde e segurança. Entre em contato e solicite mais informações!

Share this post

Comment (1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =

Back to Notícias Atualizadas SGS