Notícias Atualizadas SGS

Back to Notícias Atualizadas SGS

ESG e a cadeia de fornecedores

A sigla ESG vem do inglês e significa Environmental, Social and Governance que, traduzindo, significa Ambiental, Social e Governança.  Está relacionada a três fatores básicos que norteiam uma organização a realizar ações que foquem em sustentabilidade em seus negócios e que promovam impacto social.

Esse termo já ganhou bastante espaço no mundo corporativo e tem se tornado cada vez mais relevante para embasar o planejamento estratégico de uma empresa. Por isso, é importante que as companhias façam uma boa gestão de sua cadeia de fornecedores. Afinal, a escolha dos parceiros de negócio também devem ser socialmente responsáveis e alinhados aos princípios da empresa.

Impacto dentro da sustentabilidade na cadeia de fornecedores 

Impacto financeiro

Atualmente as empresas que realizam investimentos em sustentabilidade têm uma base maior de clientes e têm mais lucratividade. Isso vem ocorrendo pois as pessoas estão optando por adquirir produtos e serviços de empresas que adotem práticas sustentáveis. 

As organizações que investem em ações sustentáveis estão à frente daquelas que não possuem essa cultura e por consequência podem ter uma saúde financeira melhor e mais positiva comparada àquelas que não atuam dessa forma.

Impacto reputacional

Primeiramente, quando o assunto é risco reputacional, trata-se nada da possibilidade da empresa perder valor de mercado devido a práticas não sejam aceitas, seja no âmbito ético, moral, de sustentabilidade, entre outros. 

A gestão da cadeia de fornecedores deve ser feita com assertividade para que seja possível identificar os riscos reputacionais que englobam o ESG. 

Por exemplo, se um fornecedor que a sua empresa contratou realizar alguma atividade ilegal que prejudique o meio ambiente, sua empresa também estará diretamente ligada de certa forma a esse ato. Consequentemente, isso pode acarretar na diminuição do seu valor de mercado, sem falar dos outros riscos.

Portanto, é importante ficar claro que o impacto reputacional está diretamente ligado à sustentabilidade na cadeia de fornecedores.

Impacto operacional

Outra questão importante em que é preciso se atentar é o risco operacional. Este é risco relacionado à rotina da companhia, como por exemplo um prestador de serviços terceirizado que não cumpre regras ambientais e tem sua atividade suspensa pela autoridade competente. No entanto, o fornecedor que realiza suas atividades baseado nos pilares do ESG, dificilmente terá problemas como esse. 

Benefícios em investir na sustentabilidade na cadeia de fornecedores

Conforme mencionado anteriormente, os consumidores vêm adotando hábitos de consumo diferentes, fazendo com que as empresas adotem práticas que estejam de acordo com os novos comportamentos. 

Pesquisas mostram que mais de 80% dos consumidores acreditam que as empresas têm obrigação de ajudar a melhorar o meio ambiente e que mais de 60% destes consumidores estão muito preocupados com as questões de poluição, uso de embalagens biodegradáveis, etc.

No que diz respeito à regulação, cada vez mais os governos estão atuando de acordo com as questões ambientais, ou seja, as empresas que não realizarem ações que estejam relacionadas a ESG estarão cada vez mais restritas para operar no mercado.

Portanto, adotar práticas como essas será cada vez mais exigido para que as empresas possam sobreviver a longo prazo e gerar resultados mais positivos.. 

A cadeia de fornecedores deve adotar tais práticas assim como as empresas, afinal, empresas que possuem relação de trabalho com empresas terceiras sem a due diligence, podem ser bastante impactadas. 

Concluímos que, é primordial fazer uma ótima gestão de fornecedores e escolher cuidadosamente quem será seu parceiro, para ter certeza de que este compartilhe das mesmas visões de negócio que a sua empresa. 

Saiba como implementar a sustentabilidade na cadeia de fornecedores 

Existem algumas maneiras de implementar os conceitos do ESG na cadeia de fornecedores. Mas, uma forma bastante efetiva é criar questionários e formulários com questões sobre ações sustentáveis e ambientais para que os fornecedores possam responder.

Outra estratégia que pode ser colocada em prática é solicitar uma documentação relacionada aos produtos e serviços que esse fornecedor oferece. Por exemplo, se ele vende produtos alimentícios em embalagens de plástico, existem certificados que garantem que essa embalagem é certificada e produzida de forma sustentável.

Clique aqui e entre em contato conosco para saber como implementar.

 

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze + seis =

Back to Notícias Atualizadas SGS